Da Vinci’s Demons

Ok, hoje não é sexta-feira, mas a dica é preciosa pra alegrar and informar sua noite.

image

Chega ao Brasil a série “Da Vinci’s Demons“, uma história cuja figura de Leonardo Da Vinci é explorada e reinterpretada, combinando realismo e elementos históricos com fantasia e eventos sobrenaturais. O elenco conta com nomes como Tom Riley, Laura Haddock, Elliot Cowan, Lara Pulver e Blake Ritson.

image

Composta, inicialmente, por oito episódios, “Da Vinci’s Demons” traz à TV uma história épica sobre o poder do conhecimento e as intenções obscuras que o cercam. A atração narra a história secreta da vida atormentada de Leonardo Da Vinci (Riley) e revela o retrato de um jovem torturado por sua genialidade, um herege ao expor as mentiras da religião, um insurgente tentando subverter a sociedade elitista, um filho bastardo que busca o reconhecimento de seu pai.

image

A cidade de Florença serve como cenário desta história, que acontece entre 1477 e 1478. A maioria dos personagens e acontecimentos retratados na série realmente existiram, com a conspiração dos Pazzi, a ascensão da família Médici e a grande influência do mitraísmo (misteriosa religião persa) nesta época. Envolto em uma tempestade que vem se formando por séculos — um conflito entre verdades e mentiras, razão e religião, passado e futuro — o jovem Da Vinci tem suas aspirações usadas contra ele, atraindo-o para um jogo de sedução onde aqueles que mais desprezam seu intelecto são os que mais precisam dele.No primeiro episódio da série, intitulado The Hanged Man, que estreia nesta sexta-feira, 12 de abril, nos Estados Unidos, uma delicada trégua entre Milão e Florença é interrompida. Giuliano Médici (Tom Bateman), o irmão do comandante da República Florentina Lorenzo Médici (Cowan), sugere uma celebração de Páscoa como demonstração de poder e contrata o emergente artesão Leonardo Da Vinci para criar um espetáculo para o evento. Enquanto isso, o papa Sisto IV toma conhecimento do assassinato do Duque de Milão e do brilhante engenheiro por Lorenzo.“Da Vinci’s Demons” estreia no dia 16 de abril, às 22h30, no canal pago FOX. Confira os dois trailers da série:

Trailler

Ficou interessado em mais, dá uma olhada nas curiosidades sobre a série…

image

Essa semana, para promover seu novo show, Goyer decidiu dar 5 dicas preciosas sobre a atração, que você confere abaixo:

1) Quase Cleópatra. Quando Goyer foi contratado pelo canal Starz para desenvolver uma história épica, diversos temas surgiram em sua cabeça. ”Nós conversamos sobre uma variedade de pessoas diferentes, de Genghis Khan (imperador mongol) à Cleópatra – sobre quem eles estão desenvolvendo um programa agora. Mas quando o nome Da Vinci veio, eu disse, ‘Uau. Para alguém que é tão famoso como ele era, tão conhecido, é uma espécie de loucura que ninguém tenha feito um filme sobre ele ou uma série em que ele fosse o personagem principal”, contou Goyer sobre os bastidores da criação da série.

2) Tem um fundo de verdade. “Não fazemos tantas invenções como vocês imaginam”, brincou o produtor com a profissão do protagonista da série. De acordo com Goyer, quando morreu, Da Vinci deixou 13 mil páginas em seu diário – das quais conhecemos 6 mil até hoje. “Então, eu pensei: se ele criou todas essas coisas que sabemos através dessas páginas a que tivemos acesso, que diabos [sic] ele criou nessas outras 7 mil?”, perguntou, impressionado.

image

3) Altas aventuras. Goyer afirmou que, apesar de ser um grande fã das produções da TV a cabo – como é o canal Starz -, ele não acredita que hajam muitas produções de aventura (divertidas) no setor. “Várias pessoas vêm me dizer que estão surpresas que [Da Vinci’s Demons] seja tão divertida assim – podendo ser até engraçada”, disse. “Estou fazendo um tipo de show que eu mesmo gostaria de ver.”

4) Michelangelo pode dar o ar da graça. Algumas figuras conhecidas na vida de Da Vinci, através dos relatos históricos, devem aparecer na série. Dentre eles, o professor de Leonardo, Andrea del Verrocchio, seu contemporâneo Sandro Botticelli, além da amante do inventor, Lucrezia (personagem de Laura Haddock). “Se tivermos a sorte de ganharmos mais temporadas, Michelangelo, absolutamente, vai acabar aparecendo”, garantiu Goyer. Segundo o produtor, Mona Lisa, a musa da obra mais famosa de Leonardo, poderia ser retratada já no segundo ano do programa – ainda que Mona Lista tenha sido feita quando Da Vinci tinha bem mais que 25 anos. “Sou um grande fã de histórias não-lineares”, confessou.VÍDEOS | Veja o novo vídeo, fotos promocionais e pôster oficial da série ‘Da Vinci’s Demons’

5) Qualquer semelhança com o Batman, não é mera coincidência. “Bob Kane [criador da HQ do Batman e falecido em 1998] já disse, em entrevistas, que a capa do Batman foi inspirada no ornitóptero de Da Vinci [na imagem acima] e que Da Vinci foi um dos antecedentes do Batman”, relatou Goyer, que, durante suas pesquisas, percebeu que as duas histórias tinham muito em comum. “Da Vinci escreve sobre isso [a invenção do ornitóptero] em seus diários e ele esboçou a boca de uma caverna. Alguma coisa ruim aconteceu na caverna e, então, ele passou a construir uma máquina voadora. Vai embarcar nessa aventura de época?

image

Eu já programei a tv!!!

Enjoy,

Mah  😉

Split

Yep, today is Friday!!! \o/

E sexta-feira é dia de dica pra curtir o fim de semana.

Não sei como vai o clima aí na casa de vocês, mas sei que aqui por “Jundyork” a coisa anda mais para inverno do que para outono (o que eu acho ótimo, diga-se de passagem). Sendo assim, eu pensei que a melhor dica pra curtir o FDS seria uma série. Sim, séries são “tudo de bom” pra curtir um friozinho de outono debaixo das cobertas, então…

Conheça SPLIT, uma série juvenil sobre… Adivinha… Vamps! (amo… hahahaha)

01

Trata-se de “Split”, produção importada de Israel que gira em torno de uma adolescente, filha de mãe humana e pai vampiro.

A série criada por Ilan Rozanfeld e Shira Alon estreou em 2009 pelo canal Hot VOD sob o título original de “Khatsuya”. Na história, Ella Rosen (Amit Farkash) é uma jovem de 15 anos que entra para o segundo grau. Tímida e sentindo-se incompreendida, Ella esconde suas origens. Filha de Anna, uma humana, e de Tevel, um vampiro, Ella foi batizada com o nome de Dinmor. Herdeira do profeta Ardak (Yussuf Abu Warda), Dinmor estava sendo preparada para assumir suas funções quando foi sequestrada ainda criança por Phaton (Shmil Ben Ari), irmão de Ardak, que seria seu herdeiro caso Dinmor não existisse.

Resgatada por Amnon Green (Alex Ansky), Dinmor passa a ser chamada de Ella Rosen, matriculando-se na escola na qual Amnon é diretor. Tentando passar-se por uma humana normal, Ella conhece Leo (Yon Tomarkin), um vampiro de 600 anos, com a aparência de um adolescente, braço direito de Ardak, que, sem que ela saiba, foi enviado para cuidar de sua segurança. Na escola, Ella faz amizade com Omer Teneh (Yedidya Vital), secretamente apaixonado por ela. Omer trabalha em uma loja de videogames, de propriedade de Rafael (Meir Swisa), um homem que acredita já ter sido sequestrado por alienígenas.

1280-hazuya

O diretor da escola, Amnon, é, na verdade, membro da Ordem do Sangue/The Order of Blood, uma instituição secreta milenar, que tem como missão acabar com todos os vampiros da face da terra. Mas, por ter sido submetido várias vezes a um processo dos vampiros de apagar sua memória, Amnon sofre, agora, de completa amnésia. Sua filha, Zohar (Maya Sho’ef), é uma das garotas mais populares da escola, que acaba se relacionando com Guy Rozen (Avi Kornick), irmão adotivo de Ella, que, a princípio, não traz qualquer traço de anormalidade ou herança sobrenatural.

Zohar também tem um melhor amigo, Moshe Arieli (Idan Ashkenazi), a quem ela chama de Sushi e que também está secretamente apaixonado por ela. Mas, logo ele a troca por Nicky Shilon (Anna Zaikin), uma jovem nerd que se torna amiga de Ella.

Atualmente, a série encontra-se em sua segunda temporada, tendo até o momento, um total de 45 episódios já produzidos, com 22 minutos de duração.

Bom… Eu não assisti ainda, mas vi que está disponível no NETFLIX, o que me ajuda muito porque a net aqui de casa não anda boa pra baixar vídeos, mas pra mim pareceu bem “Harry Potter”. O que me interessou na série foi o lado histórico, já que foi inspirado em em lendas do oriente médio. Pode ser uma boa pedida!

Enjoy

Mah  😉

Once Upon a Time…

Esqueça tudo que você sabe (ou acha que sabe) sobre Contos de Fada…

once-upon-a-time-poster

“Os contos de fadas da sua infância cresceram junto com você e agora estão muito mais intrigantes”

Está duvidando? É porque você ainda não assistiu Once Upon a Time.

Seguindo a linha de “Red Riding Hood” (que eu amo de mais!!!), a série mostra os contos de fadas por uma visão mais adulta. Apostando   num formato que agrada especialmente as “mocinhas (e mocinhos) de plantão”, a série mostra uma trama interessante de se ver, daquelas onde você “Acha que sabe-depois acha que não sabe mais-depois descobre que sempre soube” quer ver mais e mais. Já no segundo epísodio eu tinha certeza de que amaria a série e tenho que dizer que o Blog Magia foi pego pelo feitiço da rainha má… Ou pelo encanto do príncipe!!! hahahaha
Veja o que o “Blog das Resenhas” diz sobre a série:
once-upon-a-time
Sinopse:

“Era uma vez… uma floresta onde vivam todos os personagens de contos de fadas que nós conhecemos. Ou achamos que conhecemos. Um dia eles se viram presos em um lugar onde todos os seus finais felizes foram roubados. O nosso mundo.”

A série começa com essas palavras e o primeiro episódio é destinado a mostrar como isso aconteceu. A Rainha Má, como todos sabem muito bem, nunca gostou muito dessa história de “felizes para sempre” e decidiu se vingar. A Rainha criou uma maldição que prendeu todos os personagens mágicos no mundo real, parados no tempo e sem saber quem são. Mas isso significaria o “felizes para sempre” da própria Rainha e, como o mundo real não é bonito assim, há uma pessoa capaz de mudar isso. Emma, filha da Branca de Neve e do Príncipe Encantado, cresceu sozinha no mundo real com o peso do abandono nas costas, mas não se deixe enganar pelas princesas: Emma é uma mulher comum, atual e nem um pouco boba. Ela levava uma vida até bem real antes de um filho que ela abandonou 10 anos atrás aparecer na porta de sua casa dizendo que os contos de fadas… bem, que eles são reais.

Once-Upon-a-Time (1)

A sinopse ficou um pouco grande, mas é porque Once Upon a Time não tem uma história simples e não merece ser confundida com o novo filme da Barbie. Apesar dessa história de Rainha Má, Príncipe Encantado, Princesa e unicórnios, não tem nada a ver com filmes tipo Encantada, da princesa presa no mundo real. Outra coisa que pode confundir (essa coisa de filho da filha da filha), Emma tem 28 anos, o filho 10 e a Branca de Neve parou no tempo, então não é uma série sobre adolescentes (como eu imaginei quando me falaram). Só para terminar: um medo que eu tinha era com os efeitos, porque é um tema que exige um pouco mais e corria risco de ficar aquela coisa mal feita. Não é uma superprodução, mas passou bem.

Pelos três primeiros episódios, o mecanismo da série é um tema para cada episódio explicando mais o que está acontecendo com base no passado. Por exemplo, o 3º foca na relação do Príncipe Encantado e da Branca de Neve, então vemos como está no presente e como eles se conheceram nos contos de fadas. É legal que às vezes essa transição acontece através das páginas do livro.

A trama, como eu já mostrei, é interessante sozinha. A cada episódio (e olha que até agora só tem 3!) surgem mais detalhes que formam dúvidas e constroem mais a história. A grande pergunta é: Como a Emma vai quebrar a maldição?

Agora, isso tudo fica melhor ainda com contos de fadas. O tempo inteiro na série você está relacionando com contos que você conhecia, não só com a Branca de Neve. Tem também Chapeuzinho Vermelho (personagem que encaixou muito bem na série), Pinóquio (ai o Pinóquio… hahahaha Tenho que fazer um adendo) e outros, que já estão ou irão aparecer. Provavelmente terá de tudo.

0

Uma série sobre contos de fadas com uma trama interessante já deixa todo mundo feliz o bastante, mas Once Upon a Time vai mais longe: tudo isso acontece no mundo real. Você tem praticamente duas versões de tudo e é muito divertido comparar. A Rainha Má, a Branca de Neve e a Chapeuzinho Vermelho merecem destaque.

Once Upon a Time ainda tem atores bons, desde o garotinho Jared Gilmore, que já estreia a série roubando a cena, até a Ginnifer Goodwin (talvez você conheça de Ele Não Está Tão a Fim De Você) que faz a Branca de Neve e parece que finalmente está tendo seu talento aproveitado (não diga nada até terminar o terceiro episódio).Jennifer Morrison (Dra. Cameronde House!) como Emma, a Lana Parrilla como Rainha Má e Robert Carlyle comoRumpsksaksakskao também merecem ser lembrados. Ah, e se prepare para conviver com dois nomes: Josh Dallas (Príncipe Encantado!) e Jamie Dornan (o xerife que você queria na sua cidade– ou não).

Euzinha aqui tenho que dizer que devorei a série em não mais que três dias (a primeira temporada que está disponível no “Netflix”). É muito fofa e recheada de príncipes (uns encantados, outros nem tanto). Então se está com vontade de tentar algo novo e relembrar seus tempos de “Barbie”, tente! Você vai ter lindos sonhos recheados de romance, mas lembre-se: EU REIVINDICO O PINÓQUIO SÓ PRA MIM!!! hahahahahahahahaha

Enjoy

Mah  😉 

Dica de série: The Carrie Diaries

Heeeeeey girl, whatcha’ doing?

Heeeeey girl, where you going?

Who’s that girl? (Who’s that girl?)

Anna Sophia Robb lindona dando vida a Carrie adolescente

Anna Sophia Robb lindona dando vida a Carrie adolescente

Tá, tá a dica de série é sobre The Carrie Diaries, mas eu quis começar o post cantando e a música de abertura de New Girl foi a que me veio na cabeça. Enfim a girl da vez é a Carrie Bradshaw, vivendo plenamente sua adolescencia cheia de bad boys, drama, moda e claro muita New York!

A série só estréia em maio aqui no Brasil, pelo Boomerang, mas para as viciadas em séries ela ja estreiou no meu computador a um certo tempo e está sendo muito querida mesmo depois de somente dois episódios.  Resolvi postar sobre ela porque estou adorando e espero muito que não seja cancelada (teve baixa audiencia nos EUA 😦 mimimi vamos torcer) pois já viciei hahaha.

Achei tudo lindo, tá com tudo que há de classico em uma boa série para o publico adolescente. As melhores amigas, vivendo seus incontáveis dramas com garotos. O melhor amigo que ainda não se deu conta que é gay. A irmã problemática que quer causar na vida da Carrie. A inimiga mortal que assola a coitadinha desda pré escola. E obviamente o BAD BOY, lindeza do universo, com cigarro e carrão e que ta afim da Carrie, mas claro com tudo conspirando contra os dois.

Sebastian Kydd interpretado pelo muso Austin Buttler.

Sebastian Kydd interpretado pelo princeso Austin Buttler.

É verdade que as roupas, cabelos e maquiagens não estão lá muito anos 80. Não estão fiéis, mas e achei o figurino maravilhoso de qualquer forma e confesso que muitas coisas eu queria usar nesse moemento! hahaha principalmente a bolsa da Carrie! MY GOD o que é aquela purse?????? E a série foi super apoiada por Sarah Jessica Parker, então quem sou eu pra não amar?

In love com essa Purse.  Shut uo and take my money!

In love com essa Purse. Shut up and take my money!

A trilha sonora foi muito bem escolhida, estou adorando mesmo. Tem Billy Idol, Duran Duran, Madonna e como não podia faltar: Cyndi Lauper diva!

Enfim, muito divertida, recomendo para todas as eternas adolescentes como eu =D

 

 

Tchurminha fashion da Carrie

Tchurminha fashion da Carrie

MUAH (imagina o estalinho)

Flá